Novo elétrico nacional VW


Desejada por diferentes países, nova linha da Volkswagen é lançada com série de tecnologias que prometem revolucionar o segmento.


O Brasil vem apostando cada vez mais nos fretes através de veículos a bateria. E a Volkswagen mostrou seu comprometimento com a causa ao lançar seus novos caminhões da linha e-Delivery, de concepção totalmente brasileira.


O caminhão foi desenvolvido desde o início no Brasil e, claro, será fabricado na fábrica de Resende (RJ). Inicialmente há duas versões com diferentes capacidades de carga e eixos que, apesar de mais caras, prometem compensar a diferença em relação aos equivalentes a diesel em cerca de cinco anos.


CARGA X PESO

A mais simples delas é o Volkswagen e-Delivery 11 toneladas 4×2, que pesa 10.700 kg e carrega até 6.320 kg de carga útil somada à carroceria. Já o e-Delivery 14 toneladas 6×2 pesa 14.300 kg e, somada à carroceria, é recordista de carga entre os elétricos do Brasil, tolerando até 9.055 kg.


BATERIA

O cliente pode escolher três ou seis módulos de bateria, que levam o caminhão ao máximo de 250 km de alcance — segundo a Volkswagen, adequado para seu objetivo de operação urbana. A fabricante crava que 45 minutos são suficientes para recarregar o utilitário até 80% da capacidade máxima.


INTERIOR DO CAMINHÃO

Por dentro, pode ser difícil de entender que se trata de um caminhão elétrico. Intencionalmente, tudo nele se parece com modelos convencionais: desde o conta-giros que se tornou indicador de carga ao velocímetro, praticamente idêntico.


Não há luxo ou design de vanguarda e o detalhe mais curioso fica por conta do seletor de marcha que substitui a alavanca de câmbio. Similar ao ajuste de faróis dos carros da alemã, a chave escolhe entre ponto morto, marcha à ré e a primeira (e única) marcha à frente.


Por Eduardo Passos - Fonte 4 rodas